O tema de hoje é dedicado a um dos excepcionais pintores que temos na história da arte. Se você assistiu com dedicação ao clássico Nothing Hill, você já sabe de quem estamos falando. Se você não assistiu, sugerimos que você o faça o mais breve possível para descobrir qual o contexto do presente que Anna Scott, interpretada pela poderosa Julia Roberts, deu a William Thacker, papel do talentoso Hugh Grant. Esse presente nada mais era do que o quadro “La Mariée” (The Bride), de Marc Chagall.

 

Como você pode ver, a cena é romântica e peculiar ao mesmo tempo, pois nela aparecem uma linda noiva ao lado de um bode tocando violino. Aliás, a representação do onírico é uma marca da pintura de Chagall. Com um forte teor de abstração, suas obras parecem refletir os laços afetivos e culturais de sua vida, assimilando aspectos formais da arte contemporânea.

Biografia

Marc Chagall (Moïshe Zakharovich Shagalov) nasceu em 1887 em Vitebsk – atual Bielo-Rússia – e sua iniciação às artes se deu ainda na juventude: em 1908 ele entra para a Academia de Arte de São Petersburgo. O artista viveu em Paris de 1910 a 1914, onde conhece o que havia de mais moderno no mundo das artes. Lá, lutou para ganhar espaço entre os fauvistas e cubistas.

Chagall é um dos pintores mais importantes do Surrealismo, movimento artístico caracterizado pela expressão espontânea e automática do pensamento. O artista consegue trazer, de forma poética, a beleza do cotidiano. Seus quadros contam uma plena história de poesia.

A religiosidade presente em sua vida (judeu de pai ortodoxo) é também encontrada em suas telas. As principais características da obra de Chagall são as tradições judaicas hassídicas, os episódios bíblicos, a vida familiar.

 

 

Algumas obras

O prometido (1911);

Maternidade (1912)

 Curiosidade!

Um dos trabalhos mais famosos de Chagall consiste na ilustração da Bíblia realizada na década de 1930.

Outro dado interessante é que ele foi um dos poucos artistas que conseguiu expor o seu trabalho em vida no Museu do Louvre, em Paris.

Marc Chagall viveu duas guerras e faleceu em 1985, quase centenário. Suas obras retratam, com qualidade ímpar, os tempos de guerra e de paz. Você já tinha ouvido falar sobre Chagall? Se sim, conte para nós qual a sua obra preferida.