O próximo artista da nossa querida série dedicada aos grandes pintores da História é Johannes Vermeer.

Nascido em 1632 em Delft na Holanda, Vermeer era filho de comerciante de arte, tendo se dedicado a mesma profissão do pai. Famoso pelo realismo em suas telas, o pintor holandês é um expoente do movimento barroco, tendo sua pintura pertencente à chamada “pintura de gênero”. Esta se caracteriza essencialmente por ter representações da vida cotidiana, do mundo doméstico, das cenas do trabalho.

Exemplo de pintura de gênero: “Casamento camponês’, de Pieter Bruegel. 1566-69.

Esse gênero se desenvolveu com destaque nos Países Baixos simultaneamente ao florescimento do Barroco em outras regiões da Europa. A pintura holandesa dessa categoria tem um estilo comprometido em descrever as cenas da vida diária, como os homens em seus ofícios, as mulheres em seus afazeres domésticos, as festas coletivas, as crianças nas cidades e nos campos. É nesse contexto que se encontra a obra de Johannes Vermeer.

The Lacemaker | Johannes Vermeer

O artista holandês pintou aproximadamente 50 telas em sua vida, tendo sempre imagens que nas quais predomina-se uma riqueza de detalhes, como se fosse uma fotografia do real, haja visto a composição das luzes. Por se valer dessa técnica, Vermeer é, inclusive, conhecido como o pintor da luz. Em suas telas, podemos encontrar uma luminosidade destacada (o que se torna, de certo modo, paradoxal ao contexto (barroco) em que ele se encontra submetido) e personagens que parecem estar em um clima de mistério. Segundo a crítica, a pintura dele era à moda de Gabriel Metsu – pintor de obras históricas, pinturas de gênero e retratos.

A leiteira | Johannes Vermeer

Seu trabalho mais conhecido é “Girl with the Pearl Earring “, que, inclusive, inspirou um filme, “Moça com brinco de pérola, de Peter Webber, em 2003.

Girl with the Pearl Earring | Johannes Vermeer

O artista é considerado o segundo pintor barroco mais importante da Holanda, ficando atrás apenas de Rembrandt. Das telas de sua autoria, acredita-se que apenas 35 são institucionalmente reconhecidas como suas. Dentre elas, destaca-se telas como

 

A Ruela

 

 

Homem, Mulher e Vinho

 

–  Vista de Delft

–  Mulher com Jarro de Água

 

–  Senhora Escrevendo Carta com sua Criada

Seus quadros, como pode ser visto, tinham um cunho bastante intimista, dando a sensação a seus espectadores de que ao representar a vida cotidiana, ele representava também os medos e os sonhos escondidos na aparente banalidade do dia a dia.


A Arte da Pintura | Johannes Vermeer

Johannes Vermeer faleceu em 5 de dezembro de 1675 aos 43 anos de idade. Parte de sua obra, em 2017, está sendo exposta na National Gallery, em Londres, na Inglaterra. A exposição fica até o dia 21 de janeiro de 2018, que tal dar uma passadinha lá para ver essas maravilhas pessoalmente?

Você já tinha ouvido falar sobre Vermeer? Se sim, conte para nós qual a sua obra preferida. Siga-nos e descubra incríveis obras e artistas com os Quadros Decorativos.