O Millennial Pink (ou para nós brasileiros, rosa millennial) foi eleita a cor do ano de 2016 pela Pantone e é a atual queridinha dos decoradores dos quatro cantos do mundo. Mas espere… estamos em 2018, não é mesmo? É isso aí, caros amigos. Depois de desbancar o Greenery, cor do ano de 2017, o millennial pink voltou com tudo e hoje é uma das cores mais utilizadas nos projetos de decoração.

Origem

Millennial Pink é um tom que surgiu do mix do bege avermelhado e do pêssego sendo mais clara e delicada. O nome tem todo um significado que se relaciona com a chamada “geração Y” (pessoas que nasceram a partir dos anos 1980). Há várias interpretações a respeito de seu significado: alguns dizem que o millennial pink tirou o tom rosa do universo feminino, acrescentando uma pegada sem gênero a essa cor. Outros dizem que o tom está ligado com movimentos feministas e com o conceito de flexibilização da masculinidade, além da luta pelos direitos do público LGBT. Apesar das diversas interpretações, o que se sabe é que o millennial pink tem sido cada vez mais utilizado nos projetos de decoração, sejam eles voltados para os públicos masculino ou feminino.

 

Onde usar

As aplicações do millennial pink são as mais diversas. Na decoração de ambientes é possível montar projetos inteiros com base nesse tom incluindo paredes, sofás, cortinas, móveis e demais acessórios.

Contudo, o millennial pink também é tendência na moda, na fotografia conceitual, nas artes como a pintura e influencia as mais diversas formas de manifestações ao redor do mundo. Além disso, a cor já marcou presença até mesmo nas telonas, pois quem não se lembra da charmosíssima fachada rosa do Grande Hotel Budapeste, filme lançado em 2013, mas que já apresentava o tom para o mundo mesmo antes que ele se tornasse tão popular.

 

Millennial pink na decoração de interiores

Por se tratar de um tom claro e de ar nostálgico, o millennial pink combina perfeitamente com os mais diversos estilos de decoração. Trata-se de uma cor que pode ser aplicada tanto em pequenos detalhes como em almofadas e vasos quanto em paredes inteiras, móveis e tapetes.

É possível combiná-lo com os mais diversos tons, entre eles o cinza, tons terrosos e até mesmo com fibras naturais como o bambu e o vime. Trata-se de uma cor que transmite uma delicadeza e uma suavidade incomparável, portanto é ideal para ser utilizada em salas e quartos, deixando os ambientes com um visual alegre, porém não muito vibrante, o que é ideal para pessoas que não abrem mão da tranquilidade.

É isso, amigos. Como vimos ao longo desse post, o millennial pink é uma tendência que veio para ficar e que não deve ser desbancado tão cedo.

E você, o que achou desse tom? Nós somos suspeitos para falar do rosa, pois como você pode observar, aqui no blog costumamos falar bastante a respeito desse tom tão querido entre os amantes de decoração. Deixe um comentário para gente. Até a próxima!